Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Dezembro de 2017

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Conhecendo o artista

Benedito Donizete de Morais, mais conhecido como “Pescuma”, nasceu no dia 12 de abril de 1959 na cidade de São Luiz do Paraitinga e mudou-se para Taubaté ainda criança.

Tamanho do Texto A+ A-

Influenciado pelo irmão João Moraes, violinista "dos bons", Pescuma ainda jovem começou a dedilhar os primeiros acordes e hoje é autor de inúmeros sambas de enredo para o carnaval de Taubaté , vencendo concursos de samba em quase todas as escolas da cidade.

No ano de 1984, Pescuma formou-se em Jornalismo pela Universidade de Taubaté e, não encontrado espaço para expor seu potencial artístico, ganhou o mundo: fez temporadas na França, tocando Música Popular Brasileira e ao retornar, já situado no Mato Grosso, começou um trabalho de divulgação da cultura regional com o ritmo tradicional em Mato Grosso, denominado rasqueado cuiabano.

Moisés Martins e Pescuma trabalharam juntos há pelo menos uns 15 anos e essa feliz parceria fez surgir importantes registros sobre a chamada cuiabanidade. Sem bairrismo ou xenofobismo, eles procuravam manter acesa essa chama, cientes de que uma cidade, assim como um estado ou um país não pode crescer esquecendo-se de suas raízes e de sua identidade. Sob pena de correr o risco de cair na vala comum da generalidade. Moisés inclusive salienta que quando diz cuiabano, não quer se referir somente a quem nasceu na cidade, mas a todos que a escolheram  como sua segunda terra.

Dessa parceria com Moises Martins,nasceram os CD, "Pescuma interpreta Moisés Martins" e o segundo, "Tipos Populares", onde enfocaram figuras bem conhecidas da população em décadas passadas, como Maria Taquara e Zé Bolo Flô. No terceiro trabalho, a dupla ressalta a questão da família. 

Foi ainda na década de 1980 que Henrique e Claudinho começaram a carreira musical - e passaram a ter Pescuma junto apenas no final da década seguinte por sugestão do amigo Zezé Di Camargo, formando assim o trio Pescuma, Henrique e Claudinho, que hoje é referência no cenário nacional. São chamados de  embaixadores da cultura Mato-grossense em especial do Rasqueado Cuiabano.

Apesar de ter nascido em São Paulo, ele é cara de Mato Grosso. Dos 53 anos de vida, 29 vive em Cuiabá. “Quando eu cresci meu Bom Jesus mandou buscar”, canta o músico.

Hoje, com mais de dez cds gravados, é amigo e parceiro da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, tendo uma música sua incluída na trilha sonora do filme "2 Filhos de Francisco".

Este disco tem a marca de 3 grandes nomes da música do Centro Oeste brasileiro, que tem como referencia o Rasqueado Cuiabano, um ritmo dançante que leva Cuiabá e toda baixada Cuiabana ao delírio, destaque para as músicas: “É Bem Matogrosso”, “Coração da América”, “Laço Aberto”, “Viajante Solitário”, “Mulher Sempre Mulher” e “Arapuca”. Pescuma, Henrique e Claudinho tem uma amizade e carinho com a dupla Zezé di Camargo & Luciano, e compuseram várias músicas para dupla, entre elas: “Está Faltando Alguém Aqui”, tema do filme “Os 2 Filhos de Francisco”. “É Bem Matogrosso” é uma musica que já se tornou tema diário da TV Centro América, filiada a Rede Globo em Mato Grosso (Cuiabá). Este é um álbum que além do centro oeste, todo o Brasil vai ter comprometimento com o som de Pescuma, Henrique e Claudinho.

O cantor e compositor Benedito Donizete de Moraes, o Pescuma, que forma trio com Henrique & Claudinho, estreou no dia 5 de maio como apresentador do "Bem Mato Grosso", na TV Centro América (Globo), logo após o jornal Hoje. O programa diário terá uma hora. Discorrerá sobre cultura, culinária, música e outros assuntos que traduzem os costumes e tradições no Estado. É a 1ª vez que a TV Globo abre espaço para programação regional e ainda com bom tempo de duração. Pescuma, junto com Moisés Martins, Bolinha e o Grupo Ventrecha de Pacu, foram os responsáveis pela revitalização do rasqueado em MT nas décadas de 80 e 90.

 

Todos reservados autorais ao autor

 

VOLTAR AO TOPO

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter