Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Dezembro de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Pai Domingos

A história narrada no conto “Pai Domingos” (1929) ao mesmo tempo em que é histórica, patriótica, tem um valor humano surpreendente.

Tamanho do Texto A+ A-

Nela, Severino de Queirós por intermédio do personagem que nomeia o conto, fala de um episódio marcante na história do Brasil: a escravidão.

Pai Domingos já velho era quem entretinha as crianças na fazenda onde morava; na noite em que se passa a narrativa, os fatos narrados se concentram na sua vinda ao Brasil, de como foram grandes os sofrimentos daquela viagem, com vários de seus companheiros mortos no trajeto e lançados ao mar.

No Rio de Janeiro, passa por um proprietário de bom coração mas com a esposa que lhe infligia maus tratos; depois foi vendido a um fazendeiro de Pernambuco onde conheceu terríveis sofrimentos. De lá, foge dos horrores vivenciados até se refugiar na fazenda onde encontra abrigo e comiseração do dono do lugar que lhe trata enfim como ser humano, é o lugar onde ele se encontra, já nonagenário e contando histórias para as crianças. Histórias tão cruéis de homens brancos contra os negros que as crianças chegam a duvidar da veracidade dos fatos.

O narrador encerra o enredo louvando àqueles que tiveram coragem de levantar a voz e colocar em prática a oposição ao regime de escravidão no Brasil, como a Princesa Izabel e Castro Alves

VOLTAR AO TOPO

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter