Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Novembro de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Conhecendo o artista

Tamanho do Texto A+ A-

Gervane de Paula, Curador Independente, Animador Cultural, Artista Plástico e Objetista, nasceu em Cuiabá no dia 21 de Janeiro de 1961. 

Começou a pintar em 1976, freqüentando o Ateliê Livre da Fundação Cultural de Mato Grosso. Escritor de poucas palavras, crítico social e humor refinado,Gervane de Paula, é considerado pela crítica como um dos mais conhecidos artistas plásticos de Mato Grosso. Já contabiliza mais de 30 anos de ofício e muita história.

Gervane é artista inquieto e não tem medo de expressar para a sociedade os dilemas, a hipocrisia, a violência, a saúde... e também, de falar da infância e adolescência. Artista engajado, ele já ocupou alguns cargos burocráticos na área cultural. Suas telas sempre despertam algo, não é pintura certinha. São telas de quem vê o mundo sem receitas ou pieguice.

As pinceladas cada vez mais enérgicas e ágeis, evidenciam cada vez mais, não só a figura do pintor premiado, mas do homem sonhador e crítico social, que é capaz de traduzir o antigo e o contemporâneo.

Gervane de Paula vem utilizando novos suportes para enriquecer e abrir novos caminhos para suas criações. A madeira, o zinco, o papel, frascos de perfumes são transformados em arte.

Ele começou pintando festas populares, brincadeiras de infância, trechos de rua ou quintais de exuberante vegetação, vivenciados ali mesmo no seu Araés, bairro antigo de Cuiabá, lugar onde nasceu.

 Gervane já recebeu vários prêmios, incluindo Salão Jovem Arte Mato-grossense. É um artista consolidado no mercado regional e nacional. Ele pertence a leva de artistas da década de 1980, a maior parte formados pelo Ateliê Livre, com a orientação da artista Dalva de Barros, que na época pertencia a Fundação Cultural de Mato Grosso, hoje Secretaria de Estado de Cultura.

 

Exposições coletivas:

“Panorama da Arte Jovem em Cuiabá” (1977);

“Visão/ Arte Mato-grossense” (1979), ambas no Museu de Arte e de Cultura Popular (MACP) da UFMT, em Cuiabá;

“Primitivos de Mato Grosso” No Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, (MASP, 1980);

“Brasil-Cuiabá: Pintura Cabocla” (Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e de São Paulo e na Fundação Cultural de Brasília, 1981); 
“Universidade, Arte como Forma de Conhecimento” (Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo e Universidade Federal do E. Santo, Vitória, em 1986);

“Negra Sensibilidade” (1988) e “Momentos da República na Arte Mato-grossense” (1989), todas organizadas e promovidas pelo MACP da UFMT.

 

Integrou as coletivas: 
“Como vai você, Geração 80?” (Parque Lage, Rio, 1984);

“A Mão Afro-brasileira” (Museu de Arte Moderna de São Paulo, 1988);

“Referências Pantaneiras na Pintura de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul” *Projeto Pantanal: Alerta Brasil, Paço das Artes, São Paulo, 1988;

“Introspectives Contemporany Art By Americans and Brazilians” (African Museum, Los Angeles, USA, 1989); por ocasião do lançamento do livro “Arte aqui é mato” de Aline Figueiredo, participa da coletiva do mesmo nome realizada no MASP (São Paulo) e no Museu de Arte Brasileira (Brasília), ambas em 1991;

“BR80 Pintura Brasil Década de 80” Galeria Itaú (Campo Grande, MS, 1992).

Integrou ainda as coletivas “Eco 92” e “Imagens dos anos 80 e 90”, ambas no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (1992/ 94, esta última também apresentada no Art Museum of the América, em Seatle, USA (1994);  
“Arte em Campo” (Centro Cultural da Justiça, Rio de Janeiro 2002). 

 

Premiações em participação em diversos salões:

III e IV Salão Jovem Arte Mato-grossense (Fundação Cultural de Mato Grosso, Cuiabá, 1978 e 1979); 
I Salão Regional do Centro Oeste (Goiânia); 
IV Salão de Artes Plásticas de Assis (ambos em 1981); 
V Salão Nacional de Artes Plásticas (Funarte, Rio, 1982).

Foi difusor de arte da Secretaria de Estado da Cultura entre 1995/ 2000, período em que revitalizou as edições do Salão Jovem Arte Mato-grossense.

Em Cuiabá, organiza e participa, em 2000/01, das coletivas “Grandeolhar 1 e 2”, realizadas na Estação Rodoviária e no Mercado Municipal, com obras de grandes dimensões, envolvendo, entre ambas, doze artistas. Ainda participou  da exposição “Artista do Século” (MACP, 2000), envolvendo 32 artistas.

Individualmente, expôs nas Galerias César Ache (1983) e Macunaíma (Funarte, 1985) ambos no Rio de Janeiro; no MACP da UFMT (Cuiabá, 1988), no Espaço Cultural dos Correios (RJ, 1997).
Mais recentemente, participa do projeto “Arte em Trânsito” (2000); Arte em Campo (projeto da Coca Cola) Centro Cultural da Justiça Federal, Rio de Janeiro/RJ (2002).
Apresenta em Cuiabá a individual “Acerto de Contas” no Stúdio Centro Histórico (2002); e na Galeria SESC/Arsenal (2003), onde revisita sua trajetória plástica, com novos e variados suportes.
Também organiza e participa do Panorama das Artes Plásticas em Mato Grosso, no século XX – Stúdio Centro Histórico- Cuiabá/MT (2002/2003).

Prêmio Funarte, Mostra de Artes Plásticas Brasil Central- Bonito/MS e Mostra Brasil Central, no Museu de Arte Contemporânea – Campo Grande/ MS, ambas em (2004). Várias Paisagens, Centro de Eventos do Pantanal, Projeto Arte Pública e Projeto Van Gogh – Stúdio Centro Histórico em Cuiabá/ MT (2004).

“Imagens da Religiosidade” – Galeria Mato-grossense de Artes Visuais – Secretaria de Estado de Cultura (Junho-2005). Individual Campo Minado – Reflexão de uma artista, Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT (2005). 

Redemergencia – Funarte/Rio de Janeiro (2005/2006). Território – Ibirapuera/ São Paulo (2005/2006). 4 Artistas e sua Cidade, Secretaria de Cultura de Cuiabá (2006), Circuito Grandeolhar, Rondonópolis/MT (2006). Eco-reflexão – Centro de Eventos do Pantanal, Cuiabá/MT (2007). Circuito Panorama de Artes Plásticas – Galeria da Secretaria de Estado de Cultura – Cuiabá/MT (2007).

Contato:  
AVENIDA ALZIRO ZARUR, S/Nº - CAMPUS UNIVERSITÁRIO CUIABÁ/UFMT
macp@ufmt.br
(65) 3615-8355 (65) 3615-8367
VOLTAR AO TOPO

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter