Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Outubro de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Morbeck X Carvalhinho

Este episódio se passou no início do século XX durante a gestão política de Pedro Celestino. Ao assumir o governo do Estado, logo percebeu não possuir poder de fato na região leste do Estado, que era exercido de forma paralela por Morbeck.

Tamanho do Texto A+ A-

Para derrubar Morbeck, Pedro Celestino pretendia provocar a rivalidade entre Morbeck e Carvalhinho, que além de ser o homem de confiança, era amigo de Morbeck.

Pedro Celestino nomeia Carvalhinho como delegado da Região Araguaia e Garças. Com a nomeação, Carvalhinho que agora era um representante da lei, deveria combater as ilegalidades de seu amigo Morbeck.

Ao saber da nomeação do amigo, Morbeck se revoltou e preparou uma tocaia atacando Carvalhinho durante a madrugada. Porém, Carvalhinho conseguiu fugir se atirando no Rio Araguaia.

Este episódio ficou conhecido como “dos morcegos e dos cai n’água”. Ao fugir de Santa Rita do Araguaia, Carvalhinho foi para a Bahia buscar reforços com o apoio de Pedro Celestino, para acertar as contas com Morbeck. Este por sua vez pediu apoio, dinheiro e armas para o Governo federal alegando que iria combater a Coluna Prestes que passava por Mato Grosso.

Ao regressar da Bahia, as guerras entre o bando de Morbeck e o de Carvalhinho tirou a tranquilidade da população do Leste.

Com a posse de Mário Correa da Costa, a situação mudou, pois, o novo governador afastou Carvalhinho e indicou como novo delegado do Leste, Valdomiro Correa.

Carvalhinho inconformado mudou o rumo dos seus ataques, agora queria acertar as contas com o governador. Assaltou quartéis, gerou pânico em Mato Grosso e ao ver cercado fugiu para Goiás, onde mais tarde foi capturado, preso e conduzido para a cadeia de Cuiabá.

“...Carvalhinho e seu bando permaneceram em Cuiabá até 1930, quando, com a “Revolução” getulista, são postos em liberdade. Este episódio: Morbeck x Carvalhinho representou um, dentre os muitos conflitos ocorridos na região leste mato-grossense.

Os grupos se desfizeram, porém os resquícios de vingança e revide persistiram por muitos anos...”

 

(Siqueira, Elizabeth Madureira. O Processo Histórico de Mato Grosso, p.182)
VOLTAR AO TOPO

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter