Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Dezembro de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Bandeirantes Paulistas

Os povos indígenas que habitavam o território do Mato Grosso representavam os primeiros habitantes. São eles: Coxiponé, Beripoconé, Bororo, Paresi, Paiaguá, Caiapú, Guaicuru, etc.

Arquivo/Almanaque
Bandeirantes Paulistas

Tamanho do Texto A+ A-

O ponto inicial da história do Mato grosso, se dá pela descoberta de ouro da bandeira do Paschoal Moreira Cabral junto ao rio Coxipó-Mirim em 1719.

Na rota dos espanhóis
Importante salientar que esse marco retrata apenas o início do povoamento, pois no século XVII os espanhóis e até bandeirantes paulistas percorreram terras que hoje pertencem ao Mato Grosso em direção ao Peru, onde existiam muitas minas ricas de prata.

Entre 1679 e 1682, os bandeirantes paulistas Manoel de Campos Bicudo e Bartolomeu Bueno da Silva subiram o rio Cuiabá até a sua confluência com o rio Coxipó-Mirim, onde acamparam, denominando o local de São Gonçalo.

No final de 1717, seguindo o mesmo caminho do seu pai, Antônio Pires de Campos chegou ao mesmo local, rebatizando-o de São Gonçalo Velho. Nessa região, onde hoje vivem ribeirinhos e ceramistas, encontraram uma aldeia de índios Bororo. Muitos foram aprisionados em combate e levados para São Paulo como escravos.

A Bandeira de Pascoal Moreira Cabral
Os bandeirantes paulistas apresadores (que capturavam índios),  chegaram à região do rio Coxipó-Mirim no ano de 1718, na pessoa de Antônio Pires de Campos, aprisionando os índios Coxiponé, que reagiram travando um intenso combate com os paulistas.

Paschoal Moreira Cabral, vindo logo atrás e sabendo da existência dos índios, foi para o mesmo local. Ali havia um acampamento chamado São Gonçalo.

 

Da Redação
VOLTAR AO TOPO

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter