Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Dezembro de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Vereador Misael Galvão recebe coleção do Almanaque Cuyabá

Gabinete da Presidência
Vereador Misael Galvão recebe coleção do Almanaque Cuyabá

Presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, vereador Misael Galvão (direita) exibe edições do Almanaque Cuyabá com o editor Benjamim Franklin

Franklin avalia sua visita de vital importância, por conhecer o lado sensível do vereador Misael Galvão com a história da cidade e de sua gente.

“Misael Galvão representa um Poder que está localizado no seio histórico de Cuiabá"

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Misael Galvão, recebeu das mãos de Benjamin Franklin, editor do Almanaque Cuyabá, a coleção completa da Revista de mesmo nome.

Inspirado nos antigos almanaques que povoaram a memória de milhões de brasileiros, o Almanaque Cuyabá nasceu em 2015, em forma de revista impressa distribuída mensalmente em vários pontos da cidade, contendo textos leves, criativos e recheados de assuntos de cultura popular e de interesse permanente.

Além do impresso, não há como acessar os textos no site www.almanaquecuiaba.com.br sem se surpreender com a história da cidade, pois “boas histórias para contar sobre Cuiabá e Mato Grosso, nunca faltarão”, afirma Benjamim.

Franklin avalia sua visita de vital importância, por conhecer o lado sensível do vereador Misael Galvão com a história da cidade e de sua gente. “Misael Galvão representa um Poder que está localizado no seio histórico de Cuiabá: centro geodésico da América do Sul e conta com 25 vereadores que representam cada canto da cidade, onde a publicação pode chegar com maior rapidez através das redes de relacionamentos dos vereadores.

 

HISTÓRIA:

O local onde abriga as instalações da Câmara Municipal de Cuiabá ficou conhecido como Campo D’Ourique, nome que adveio de uma tradicional vila de Portugal, no Alentejo. Segundo a história, foi no Campo D’Ourique que se travou a famosa batalha de dom Afonso Henrique contra os Mouros em julho de 1139.

No ano de 1834, o Campo D’Ourique cuiabano foi o palco onde se reuniram os revoltosos do movimento denominado “Rusga”, uma revolta dos nativistas cuiabanos contra os ricos portugueses. Antes desse episódio, o espaço era utilizado para a execução dos condenados à morte por enforcamento, daí a explicação do local ter chamado de Largo da Forca. Mais tarde, ali ocorreram as tradicionais e disputadíssimas touradas, que também eram um costume português.

 

 

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Vereador Misael Galvão recebe coleção do Almanaque Cuyabá

Enviando Comentário Fechar :/