Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Maio de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Mulher finge impeachment de Trump para que ex-marido idoso "morresse em paz"

Reprodução/ Daily News
Mulher finge impeachment de Trump para que ex-marido idoso "morresse em paz"

Michael Garland Elliott, 75 anos, morreu pacificamente em sua casa em Oregon, ao saber que "Trump sofreu impeachment"

Caso aconteceu no estado de Oregon, nos EUA; Michael Garland Elliott tinha 75 anos, sofria com problemas cardíacos e desaprovava o presidente do país

De acordo com a pesquisa  Public Policy Polling, 53% dos americanos acham que Donald Trump deve renunciar se houver provas suficientes de que a sua campanha teve ligação com os russos.

Uma mulher fingiu o impeachment do presidente norte-americano, Donald Trump, para que seu ex-marido pudesse "morrer em paz". O caso aconteceu no estado de Oregon, nos Estados Unidos. Michael Garland Elliott tinha 75 anos e sofria com diversos problemas cardíacos.

Graças à mentira sobre Trump contada por sua ex-esposa, Teresa Elliott, ele pode morrer "tranquilo" no leito de sua casa, no último dia 6 de abril. A mulher explicou que, apesar do divórcio, que aconteceu há cerca de 20 anos, ela continuou muito ligada a seu ex-companheiro e o visitava frequentemente, eram como "melhores amigos".

Assim, quando o estado de saúde de Michael se agravou, ela decidiu "tranquilizá-lo", dizendo que o processo de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos teria sido aberto. Segundo informações do obituário, a última coisa que a mulher teria dito a ele foi "Trump sofreu impeachment".

"Eu sabia que eram seus últimos momentos de vida, e que esta notícia lhe daria conforto", explicou Teresa à imprensa local. Ela contou ainda que o ex-marido era um "viciado em notícias", e que sempre tinha deixado muito claro sua desaprovação ao atual presidente dos Estados Unidos.

O obituário de Michael declara que ele era um membro fundador da Reserva e que "passou inúmeros fins de semana fazendo o que mais amava com amigos afins". "Golf foi sua vida", disse ela, acrescentando que um acidente vascular cerebral o impediu de continuar a jogar.

Perguntada se ela se arrependeu de ter dito a Michael uma notícia falsa, Teresa Elliott respondeu: "Oh, Deus, não. Se eu pudesse deixá-lo com uma notícia feliz, por que não? E talvez no final isso não venha a ser uma mentira", declarou.

Possível impeachment
De acordo com o jornal britânico "The Independent", os críticos do presidente norte-americano disseram  que já existem vários fundamentos para o seu impeachment , particularmente na sequência da investigação em curso sobre suposta conluio de sua equipe com a Rússia antes da eleição de 2016. 

De acordo com a pesquisa  Public Policy Polling, 53% dos americanos acham que Donald Trump deve renunciar se houver provas suficientes de que a sua campanha teve ligação com os russos.

 

Com informações da Ansa
Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/mundo-insolito/2017-04-19/trump-impeachment.html

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Mulher finge impeachment de Trump para que ex-marido idoso "morresse em paz"

Enviando Comentário Fechar :/