Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Maio de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Dom Aquino Correa

Dom Aquino Correa

Francisco de Aquino Correia nasceu em Cuiabá no dia 2 de abril de 1885 e faleceu em São Paulo, aos 71 anos de idade.

Além de arcebispo de Cuiabá e governante de Mato Grosso, foi também poeta e escritor e o primeiro mato-grossense a pertencer à Academia Brasileira de Letras. É considerado um dos fundadores da fundação da Academia Mato-grossense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso.

É a um poema de Dom Aquino que Cuiabá deve um de seus epítetos: Cidade Verde.

Como cuiabano, revelou cedo seu gosto pelas letras e sua vocação religiosa, a qual o levou a ocupar o posto de arcebispo da cidade. Em 1917, mesmo ano em que publicou sua primeira obra poética, foi eleito para governar o estado de Mato Grosso, período no qual também fundou a Academia Mato-Grossense de Letras e o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso.

Em 1926, elegeu-se para suceder Lauro Müller na Cadeira 34 da Academia Brasileira de Letras. Na obra que o levou até lá, cantou e exaltou a própria terra:
“Sob os flabelos reais de mil palmeiras,/Tão verdes, sombranceiras/E lindas como alhures não as há,/Sobre alcatifas da mais verde relva,/Em meio a verde silva,/Eis a ‘cidade verde’: Cuiabá!”.

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Dom Aquino Correa

Enviando Comentário Fechar :/