Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Julho de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

Bicentenária, Igreja foi erguida por devoto tido como morto, de nome ‘Manuel Cova’

Bicentenária, Igreja foi erguida por devoto tido como morto, de nome ‘Manuel Cova’

Construída há 250 anos pelo comerciante luso-brasileiro José Manoel, a Igreja Nosso Senhor dos Passos (Rua 7 de Setembro) é um notável marco arquitetônico da Capital em estilo barroco.

Entre 1898 e 1952, a igreja passou por duas reformas, uma das quais motivada por um incêndio.

Uma história curiosa cerca o motivo real da sua construção. Dizem que em 1792 Manuel  foi posto em um caixão após um ataque de catalepsia  (distúrbio cerebral seguido de rigidez muscular que se assemelha ao óbito), mas voltou a si e se levantou antes do sepultamento. Enquanto os presentes fugiam assustados, Manoel tomou o fato como milagre, e, grato, ergueu a igreja em louvor a Nosso Senhor dos Passos, de quem era devoto fervoroso. Entre 1898 e 1952, a igreja passou por duas reformas, uma das quais motivada por um incêndio.

Outro fato que ocorreu no mesmo local fala de um homem estranho e assustador que era visto constantemente na torre da igreja, chamado por aqui de “Totó Onça”, pois se assemelhava ao personagem Quasímodo, do clássico “o Corcunda de Notre Dame”, do escritor francês Vitor Hugo.

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Bicentenária, Igreja foi erguida por devoto tido como morto, de nome ‘Manuel Cova’

Enviando Comentário Fechar :/