Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Julho de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

A trovoada

A trovoada

Em “A trovoada” (1927) no jornal A cruz, Severino Queirós investe no valor religioso e moral da história narrada.

À tarde de um dia comum, o narrador e seu irmão Dino são surpreendidos por uma tempestade quando estavam caçando rolas e seus ninhos. A chuva torrencial acompanhada por forte trovoada fez os dois temerem encontrar a morte ali, longe de sua casa e dos pais. Começaram a rezar a oração para a tempestade que a mãe lhes havia ensinado, assim, depois de muita água e medo, encerrado o temporal, ainda faltava um último obstáculo: o riacho a transpor que com a chuva ficou maior e quase impossível atravessar.

O elemento religioso se faz presente mais uma vez quando gritaram por socorro, eles foram logo atendidos ao observarem do outro lado da margem a mãe acompanhada do pai a acenarem para os filhos, ao mesmo tempo em que louvavam a Deus. Chorando de alegria, antes de desfrutarem da sopa que lhes esperavam foram ao quarto agradecer à virgem Maria no oratório. Demonstração da fé dos pais e das crianças que segundo o narrador foi responsável pela salvação.

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para A trovoada

Enviando Comentário Fechar :/