Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Setembro de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

A pele do teatro

A pele do teatro

O conto “A pele do teatro” trata dos sentimentos de um ator apaixonado por seu ofício.

A bordo de um paquete rumo da Amazônia, junto de seu companheiro de viagem o narrador tece considerações a respeito das venturas e desventuras de ser ator. A arte de se fazer passar por um outro, ter emoções diferenciadas das suas, as intrigas, rivalidades, glória, declínio, tudo serve para que haja rejeição de uns e contentamento de outros. O pior de tudo era segundo o ator, a perda de sua própria personalidade, a ponto de ten

tar justamente por isso, outra profissão, vendedor. Algo não durável porque entre a venda de tecidos e congêneres, o ator começa a declamar trechos teatrais levando às lágrimas as freguesas, o que serviu para sua demissão. De volta à antiga profissão, o ator reconhece ser no palco o lugar de sua realização, apesar deste ter lhe roubado a personalidade, às vezes na pele de Otelo, Bocácio, conde de Monte Cristo, Luxemburgo, sempre com a pele do teatro.

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para A pele do teatro

Enviando Comentário Fechar :/