Assine e receba a edição em casa

Vídeo Institucional

Cuiabá, Julho de 2019

Expediente Login
Almanaque Cuiabá

A antiga unidade Militar se rende aos livros da biblioteca Pública Estevão de Mendonça

A antiga unidade Militar se rende aos livros da biblioteca Pública Estevão de Mendonça

Em 1975, com a criação da Fundação Cultural de Mato Grosso, o imóvel foi escolhido como o mais apropriado para abrigar a produção cultural do Estado, quando a Biblioteca Pública se instalou definitivamente no Palácio da Instrução.

O prédio abrigou uma unidade federal militar e suas armas, sendo ocupado primeiramente pelo 21° Batalhão de Infantaria e posteriormente pelo 8°.

 

O palácio da Instrução foi educandário por mais de meio século, abrigando as escolas Liceu Cuiabano, Normal Pedro Celestino, Modelo Barão de Melgaço e o Museu de História Nacional e Antropologia. Também funcionaram no prédio o Arquivo Público e extintas Secretaria de Interior e Justiça. Em 1975, com a criação da Fundação Cultural de Mato Grosso, o imóvel foi escolhido como o mais apropriado para abrigar a produção cultural do Estado, quando a Biblioteca Pública se instalou definitivamente no Palácio da Instrução.

O local se tornou referência para os mato-grossenses e turistas do mundo inteiro. O prédio de arquitetura neoclássica se impõe na composição da praça da República. Construído com base de pedra canga e cristal e largas paredes de adobe, possui um “pé-direito” alto, com mais de três metros. Teve seu interior projetado para atender precipuamente a função de educandário.

A centenária edificação teve sua pedra fundamental lançada em maio de 1911, ainda na gestão do presidente do Estado, Pedro Celestino Corrêa da Costa (1908-1911), que buscou na arquitetura de porte palatino a expressão estética do Poder.

O prédio abrigou uma unidade federal militar e suas armas, sendo ocupado primeiramente pelo 21° Batalhão de Infantaria e posteriormente pelo 8°.

Nos fundos do prédio do Palácio da Instrução, mais precisamente nas imediações da rua Joaquim Murtinho, existiram casas particulares e em uma delas nasceu o cuiabano Eurico Gaspar Dutra, em 1883, que se tornou o único cuiabano a chegar à presidência da República.

    Compartilhe

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para A antiga unidade Militar se rende aos livros da biblioteca Pública Estevão de Mendonça

Enviando Comentário Fechar :/